RSS

Arquivo mensal: outubro 2013

Homens que espancaram cão até a morte foram presos em Guarapuava/PR

Segundo alguns moradores do local, dois homens estavam bebendo e combinando sobre uma forma de matar o cachorro.

Então pegaram o animal e amarraram com uma corrente e penduraram em um muro. Em seguida começaram a agredir o animal que não conseguia se defender.  Imaginem o sofrimento do cachorro a sua angústia para se defender e não conseguindo, visto que, estava amarrado.

Homens que espancaram cão até a morte foram

O cachorro foi levado ate clínica veterinária para ser medicado, sendo examinado pela Dra Michelli Prato.Ao examinar o cachorro verificou que este apresentava vários ferimentos e a cabeça quebrada. Tendo em vista este quadro, houve a necessidade de sacrificar o pobrezinho do cachorro.

O caso ocorreu em 27/09/13, quando a voluntária da SPAG (Sociedade Protetora dos Animais de Guarapuava), Gilmara Kluber, recebeu um chamado da Polícia Militar relatando que dois homens teriam espancado um cachorro da raça chow chow. Chegando até o local, as voluntárias Gilmara e Ivonete encontraram os agressores dentro da viatura da policia militar, e avistaram o cachorro todo machucado.  Os agressores bateram no cachorro com pedaço de madeira, barra de ferro e enxada.

Agora aos criminosos foram presos, e responderão pelo crime de maus tratos aos animais e também por ameaças às voluntárias da SPAG.

Spag atende quase um caso por dia de maus tratos

As maiores vítimas são os cães, por serem os animais domésticos mais comuns nos lares e também os mais corriqueiros entre os abandonados nas ruas. Mas mesmo os cavalos ainda sofrem com a exploração excessiva, sendo frequentemente usados para puxar carregamentos sem as condições mínimas, como alimentação e água suficientes, ferraduras adequadas e carga de trabalho compatível com o porte do animal.

Para colaborar com os animais resgatados pela SPAG, visite-os no facebook

SPAG

Fonte: Dognei,

Anúncios
 
 

Instituto Royal prévia que a morte dos animais geraria duas toneladas e meia de carcaças por ano

“A empresa terceirizada que faz o serviço incinerou, só em 2012, 1,1 mil quilos de carcaças. Não sei quanto pesa um beagle, mas imagine quantos animais mortos representam essas carcaças”, disse o Deputado Ricardo Trípoli, que é o  relator da comissão externa, e foi também o autor do pedido para a realização da audiência pública. Ele afirmou que tem recebido diversos documentos relacionados à entidade, alguns, inclusive, sem identificação de quem enviou.

Ontem foi realizada a audiência pública pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da criada pela Câmara dos Deputados para investigar o caso do Instituto Royal.

Instituto Royal prévia que a morte dos animais

Em um deles, segundo Ricardo Trípoli, é uma solicitação feita pelo instituto à Secretaria Estadual do Meio Ambiente para incinerar aproximadamente duas toneladas e meia de carcaças de animais por ano.

— Ou seja, eles estavam levando os animais a óbito. Tem um documento que comprova que eles estavam testando agrotóxico e, depois de 90 dias, eles matavam o animal para depois fazer o estudo para saber qual foi o impacto do agrotóxico na vida desse animal.

Ricardo Trípoli declarou que os animais estavam sofrendo no Instituto Royal. O deputado também defendeu a ação dos ativistas que retiraram os 178 beagles da entidade. Na opinião do parlamentar, eles são pacifistas por natureza.

Trípoli acredita que atos de vandalismo no instituto não foram realizados pelos ativistas e sim por “um grupo que não tinha nada a ver” com os defensores dos animais.

Em um plenário cheio de ativistas que defendem a causa animal, o advogado do Instituto Royal, Alexandre Serafim, negou as denúncias de maus-tratos aos cães usados nas pesquisas científicas realizadas pela entidade.

Vaiado diversas vezes, o advogado do Instituto Royal afirmou que todas as pesquisas com animais feitas pela entidade têm base legal.

paretestesanimais

O parecer técnico produzido pelo biólogo Sérgio Greif a partir da vistoria na unidade de São Roque do Instituto Royal, a pedido do Ministério Público, destacou que, desde cedo, os beagles usados durante as experimentações científicas são condicionados “a permitirem a introdução de objetos em suas bocas em troca de recompensas”.

Na avaliação dele, estar de acordo com o órgão, que é vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, “não assegura qualidade de procedimentos ou um tratamento mais ético dos animais pela instituição”. No parecer, o biólogo argumentou:

“O órgão foi alegadamente criado para regulamentar a experimentação animal no Brasil, o que se por um lado impede que animais sejam utilizados em quaisquer condições, por outro impede que se denuncie o uso quando este atende aos padrões estipulados em suas Resoluções Normativas”.

Disse ainda que estar em conformidade com “protocolos e procedimentos experimentais fixados por organismos internacionais não assegura tratamento ético ou moral dos animais, porque as normas postas atendem aos propósitos das instituições que realizam a experimentação e não aos melhores interesses dos animais ou mesmo de outros seres humanos”.

Sérgio  Greif enfatizou que a vistoria não poderia fornecer ao Ministério Público “os elementos de que este necessita para fazer prevalecer o que é ético, moral e justo em relação aos direitos animais, porque a vistoria foi realizada com o propósito de verificar a consonância da instituição com a lei, e a lei embora válida é injusta, porque favorece a experimentação animal com prejuízo para os animais”.

Fonte: R7, Terra,  R7

 

MAIS UM BEAGLE “APARECE NAS RUAS”, E AINDA HÁ ANIMAIS DENTRO DO INSTITUTO ROYAL

O outro Beagle “apareceu” no fim da tarde desta quarta-feira (23), na rodovia Raposo Tavares, próximo ao bairro Marmeleiro, em São Roque (SP). De acordo com a polícia, o cão foi encontrado por um morador da região, que recolheu o animal para dentro da residência e, em seguida, acionou a polícia.

O animal, um macho adulto, que está visivelmente bem, foi encaminhado para a delegacia da cidade e, depois, foi levado ao canil do Setor de Zoonoses de São Roque.

beagles-royal

Para tranquilizar a todos sobre a situação do “Aparecido” o beagle, o Vereador de São Roque Guto Issa, postou a foto do cachorro com a seguinte informação.

– Olá. Fiquem tranquilos, estive com este meninão hoje cedo, no CCZ de São Roque, ele está bem. Ocorreu da seguinte maneira: uma pessoa o recolheu da rua ontem à noite e o levou para a Delegacia. Ele dormiu no CCZ. Hoje pela manhã, esta mesma pessoa pediu a guarda dele e a Polícia a concedeu. Abraço.

Os outros dois beagles que haviam “aparecido do nada”, estão sob a guarda do Deputado Trípoli, que destaquei nessas postagens

E para quem não entendeu vou desenhar: “É mais do que óbvio que é o Royal que está soltando os cachorros, né gente, para desestruturar o movimento…

A FARSA DOS BEAGLES RECUPERADOS PELA PM
Dep. Federal Ricardo Trípoli, retira Beagles da Delegacia em São Roque-SP

dep-tripoli_beagles

 

Vistoria não encontra irregularidades no instituto Royal, diz Prefeitura de São Roque (SP)

Nota do Blog: O prefeito e uma comissão estiveram no Instituto Royal nessa manhã (24) , onde deu uma coletiva afirmando que ainda há animais lá dentro, e que o prédio tem todos os requisitos para continuar funcionando (antes diziam que havia sido tudo depredado). No entanto nenhum ativista acompanhou a visita, apesar de algumas mídias estarem divulgando o contrário e omitindo que ainda há animais lá dentro.

Uma comissão da Prefeitura de São Roque (a 66 km de São Paulo) fez uma vistoria no Instituto Royal na manhã desta quinta-feira (24) para verificar as condições do local, conhecido por realizar testes de laboratório em cães, coelhos e ratos para a pesquisa de medicamentos. De acordo com o prefeito da cidade, Daniel de Oliveira Costa (PMDB), que também participou da ação, o laboratório está em “perfeitas condições” e não existe nenhum indício de maus-tratos. Com isso, segundo ele, o alvará de funcionamento do instituto foi mantido.

“A estrutura do local está em perfeitas condições. Não vejo motivo para cassar o alvará”, disse o prefeito.

A vistoria foi acompanhada pela imprensa e também por um pequeno grupo de ativistas que defendem os animais. Além da comissão, de advogados e de funcionários do instituto, ninguém mais foi autorizado a entrar no prédio. Ainda assim, a Polícia Militar foi acionada para garantir a segurança.

Texto e título retirado do UOL

 

Ministro defende Uso de animais

Leia Também

ANEMIA GASTRITE E DENTES COLADOS VETERINÁRIOS EXAMINAM BEAGLES RESGATADOS DO LABORATÓRIO

LÍNGUA CORTADA E MUITAS MARCAS NOS CÃES RESGATADOS DO LABORATÓRIO/SP

Cemitério clandestino de animais é encontrado em São Roque/SP

QUER ADOTAR UM BEAGLE
AUTORIDADES DEMONSTRAM APOIO AOS ATIVISTAS QUE RESGATARAM ANIMAIS DE LABORATÓRIO/SP
ATIVISTAS RESGATAM ANIMAIS QUE SERIAM MORTOS EM LABORATÓRIO NO INTERIOR DE SÃO PAULO
EMPRESA NO INTERIOR DE SÃO PAULO RECEBE INCENTIVOS FISCAIS PARA TESTES CRUÉIS EM ANIMAIS
FAMOSOS APOIAM ATIVISTAS DE SÃO PAULO QUE RESGATARAM ANIMAIS USADOS COMO COBAIAS
Diga não à testes em animais

 

pare-testes-animais

 

ANEMIA GASTRITE E DENTES COLADOS VETERINÁRIOS EXAMINAM BEAGLES RESGATADOS DO LABORATÓRIO

As duas cadelas Beagles, resgatadas pelo Deputado Trípoli, foram trazidas para check up no Centro Veterinário Wilson Grassi e Equipe! Os exames apontaram principalmente para uma anemia grave, ou seja, poucas células vermelhas no sangue! Outros exames também apontaram para gastrite e doença hepática!

ANEMIA  GASTRITE  E DENTES COLADOS

A advogada Viviane Cabral foi constituída pela justiça como fiel depositária, responsável pelos animais e acompanhou o atendimento! As cadelas, agora chamadas de Bianca e Giovana, estão recebendo tratamento sintomático e passarão por novos exames! “Os dentes delas estão fraturados, possivelmente porque roíam a gaiola onde ficavam. São obesas e uma delas tem tumor mamário”, explica a advogada do deputado.

Segundo o Veterinário Wilson Grassi, já são 3 as cadelas que apresentaram anemia! Ele alerta para que nenhum destes 178 animais resgatados seja castrado neste momento, pois outros também podem apresentar anemia grave, o que poderia gerar risco de óbito no caso de passarem por procedimento cirúrgico neste momento!

Outro veterinário que não quis se identificar mostrou a reportagem do R7 um dos cães que precisa passar por uma cirurgia para poder se alimentar. Os dentes do animal teriam sido colados. Assista ao vídeo

Nota do Blog: Conforme eu já havia divulgado no meu perfil do facebook o Dr. Wilson Grassi e equipe estão oferecendo check up gratuito aos beagles que foram resgatados do Instituto Royal

veterinario-beagles

Leia Também

LÍNGUA CORTADA E MUITAS MARCAS NOS CÃES RESGATADOS DO LABORATÓRIO/SP

Cemitério clandestino de animais é encontrado em São Roque/SP

QUER ADOTAR UM BEAGLE
AUTORIDADES DEMONSTRAM APOIO AOS ATIVISTAS QUE RESGATARAM ANIMAIS DE LABORATÓRIO/SP
ATIVISTAS RESGATAM ANIMAIS QUE SERIAM MORTOS EM LABORATÓRIO NO INTERIOR DE SÃO PAULO
EMPRESA NO INTERIOR DE SÃO PAULO RECEBE INCENTIVOS FISCAIS PARA TESTES CRUÉIS EM ANIMAIS
FAMOSOS APOIAM ATIVISTAS DE SÃO PAULO QUE RESGATARAM ANIMAIS USADOS COMO COBAIAS
Diga não à testes em animais

#PareOsTestesEmAnimais

Fontes: Dr.Wilson Grassi, R7

 

MENINO PULA EM CÓRREGO PARA SALVAR 5 FILHOTES

Vemos tantas coisas ruins, tanta denúncia. Presenciei ele se jogando no rio para salvar os animais. Foi emocionante. Um deles estava praticamente morto e conseguimos trazê-lo de volta, o aquecemos. O apelido agora é Lázaro”, afirma Maria Beatriz de Souza, que faz parte do núcleo de proteção aos animais de Bagé, assistiu ao resgate e ajudou a socorrer os filhotes.“Dá esperança”.

filhotes-corrego

Um menino de dez anos ganhou status de herói no bairro onde mora em Bagé, na Região da Campanha do Rio Grande do Sul, depois de salvar cinco cachorros jogados em um córrego. Luan Marques, que arriscou a vida para tirar os filhotes do arroio, conta que ouviu o choro dos animais e foi com o pai ver o que estava acontecendo, como mostra a reportagem do Jornal do Almoço, da RBS TV (veja o vídeo).

“Ouvi gritinhos de cachorro e vi que o barulho vinha da água. Meu pai estava ligando para a polícia, não teve tempo de botar o telefone no bolso, ia molhar. Aí eu me atirei”, relata Luan. Orgulhoso, o pai do garoto, Roberto Marques, não cansa de falar sobre a coragem do filho. “É muito bom ter um menino assim, um exemplo para a comunidade, que salva os animais e tem amor. Chegamos aqui juntos, a correnteza estava forte e ele se jogou e os salvou”, recorda.

Luan adotou um dos cães e a sua irmã outro. Três animais foram levados para uma casa de passagem e aguardam por adoção. “O que eu sinto? Como posso dizer… Um amor por ela, eu amo ela agora”, diz o garoto, se referindo à cadela recém adotada.

Fonte: G1

 
 

Cemitério clandestino de animais é encontrado em São Roque/SP

Um cemitério clandestino de animais foi localizado na cidade de São Roque, interior de São Paulo, neste final de semana. A descoberta levou a polícia a uma investigação sobre uma possível ligação entre os supostos maus tratos de animais em pesquisas feitas pelo Instituto Royal e o local onde foram encontrados os despojos dos bichos.

Cemitério clandestino de animais é encontrado em São

O instituto é alvo de investigação da Polícia Civil. Na madrugada da última sexta-feira (18), um grupo de ativistas interviu no local e resgatou 178 cães da raça Beagle. A ação legitima  dos manifestantes também está sendo alvo de investigação da polícia.

Até o momento não há indícios de que o local esteja ligado ao Instituto Royal. Para o delegado geral Luis Maurício Blasek, este é o momento ideal para investigar a ação de ambas as partes.

“São duas situações distintas. Uma é a situação da empresa. A outra é a manifestação que ocorreu com ações e o confronto. Ambas estão sendo analisadas”, disse.

Confira mais detalhes no áudio nesse link click aqui

Fonte: Rádio Joven Pan

 

GATINHO ESPERTO ABRE A PORTA PARA CACHORRO

Veja o vídeo

gatinho_porta

O dono de Dexter e Gizmo não conseguia descobrir como os seus animais entravam e saiam da cozinha, tendo em conta que a porta estava fechada, e resolveu colocar uma câmara na cozinha para resolver o mistério.

Qual não foi a surpresa do dono quando se deparou com esta cena: o gato a abrir a porta da cozinha com as patas para o cão poder sair.

Afinal cão e gato até conseguem dar-se bem!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10/22/2013 em Animais, cão, Curiosidades, Gato

 
 
%d blogueiros gostam disto: